Sete dias por semana sem medo da notícia!
Lava Jato chega ao Ceará: Justiça Federal quebra sigilo bancário do senador Cid Gomes
Decisão também atinge Camilo Santana que acabou envolvido na corrupção do FG

A Justiça Federal do Ceará autorizou a quebra de sigilo bancário e fiscal do Senador Cid Gomes (PDT-CE), no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2017, como medida de investigação comandada com mão dura por juízes federais cearenses.

O objetivo é apurar o pagamento da propina de R$20 milhões da JBS a Cid em troca de vantagens e benefícios tributários a Cascavel Couros.

Camilo Santana, governador do Ceará, acabou envolvido pela corrupção de Cid e também teve o sigilo quebrado para comprovar que não participou do propinoduto da oligarquia Ferreira Gomes.

Em tempo

A apuração contra o FG avança e será toda realizada no Ceará por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), mesmo com a conquista do foro privilegiado por ter sido eleito senador federal.

Em tempo II

Quebra de sigilo de Cid vira escândalo e repercute em todos os jornais do país.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também