Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

General cearense confessa à PF ter participado de reunião com Bolsonaro

A presença na reunião foi uma determinação do então comandante do Exército

General Estevam Theophilo. (Foto: Alberto César Araújo/Aleam)

29/02/24 15:54

Ex-chefe do Comando de Operações Terrestres do Exército (Coter), o general cearense, Estevam Theophilo, confirmou em depoimento à Polícia Federal (PF), na semana passada, que participou da reunião com o então presidente Jair Bolsonaro (PL). Porém, de acordo com ele, a presença na reunião foi uma determinação do então comandante do Exército, Freire Gomes. As informações são da colunista Bela Meagle, do portal O Globo.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

De acordo com a PF, na reunião foi discutida a possibilidade de um golpe de Estado para manter Bolsonaro no poder. Esse encontro, que contou com a participação de Estevam Theophilo, ocorreu no dia 9 de dezembro de 2022, no Palácio da Alvorada, em Brasília. Na oportunidade, o general cearense “teria consentido com a adesão ao golpe de Estado”, desde que o então chefe do Poder Executivo assinasse a medida que abrisse caminho para uma intervenção militar.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Investigações da PF apontam que o general Estevam Theophilo participou da tentativa de golpe de estado. O general cearense seria responsável por convocar as Forças Especiais do Exército, também conhecidos como “Kids Pretos”, para prender o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, que seria levado de São Paulo para Goiânia. Essa era considerada uma das ações mais importantes para o êxito da trama golpista.

LINKS PATROCINADOS