TCM desaprova contas de hospital e secretária de Saúde de Pacajus vira ficha-suja

11/05/17 18:01

A secretária da Saúde de Pacajus, Hermínia Alcântara, teve as contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). A gestora era responsável pelo Hospital Municipal Dr. Argeu Braga Herbster, de Maracanaú, durante o período de 1º de janeiro de 2014 até 4 de julho de 2014

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) desaprovou, por unanimidade, a prestação de contas do Hospital Municipal Dr. Argeu Braga Herbster, em Maracanaú, relativa ao período de 1º de janeiro de 2014 a 4 de julho de 2014. À época, a responsável pela instituição era Hermínia Alcântara, hoje secretária da Saúde de Pacajus.

Além da desaprovação, que deve resultar em nota de improbidade administrativa e tornar a secretária ficha-suja, o tribunal impôs uma multa à gestão do hospital de R$ 26.919. Votaram pela desaprovação os conselheiros Marcelo Feitosa, Ernesto Sabóia e Hélio Parente.

Pacajus

Em Pacajus, a situação de Hermínia também não anda fácil. A Câmara Municipal aprovou uma convocação para que a secretária esclaressa a péssima situação da Saúde no município e a gestão ainda é alvo de críticas pelo o manda-chuva da cidade, o ex-prefeito Zé Wilson, pai do atual prefeito Flanky Chaves.

LINKS PATROCINADOS