sete dias sem medo da notícia
STF adia julgamento da prisão de Aécio e libera irmã e primo do senador
Por : Redação CN7
20/06/17 18:00

O presidente da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio Mello, retirou da pauta desta terça-feira (20), o pedido de prisão, protocolado pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB). A decisão foi tomada após a defesa do tucano apresentar novo recurso pedindo que o caso seja analisado pelo plenário da Corte.

O tucano foi afastado por determinação do ministro Edson Fachin, que rejeitou o pedido de prisão preventiva contra o senador. No entanto o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, recorreu da decisão, que passou para a Primeira Turma. Aécio foi denunciado pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de justiça, além do recebimento de R$ 2 milhões em propina da JBS.

Além de adiar o julgamento do pedido de prisão contra Aécio, a Primeira Turma ainda, por três votos a dois, reviu a prisão preventiva do ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrela (PMDB), Mendherson SOuza Lima, preso apontado como uma das pessoas responsáveis por transportar os R$ 2 milhões em propina pedidos pelo tucano. A decisão foi estendida para Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio que foi filmado três vezes recebendo propina para o senador afastado, e a irmã de Aécio, Andrea Neves.

LINKS PATROCINADOS