Sete dias por semana sem medo da notícia!
Senador Eduardo Girão fecha acordo com Davi Alcolumbre e abandona Tasso Jereissati
Mudança de voto foi costurada com a interferência direta do Planalto
Cid Gomes e Tasso Jereissati

A candidatura do senador Tasso Jereissati contaria hoje com menos de 10 votos à presidência do Senado. Isso porque o tucano perdeu um apoio que ele contava como certo: o cearense Eduardo Girão, eleito com seu apoio em 2018 e que fechou com à candidatura do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Essa mudança de voto de Girão foi costurada com a interferência direta do Planalto que trabalha para eleger Davi contra Tasso e Renan Calheiros.

Outra rasteira que Tasso sofreu foi dentro do seu próprio partido, o PSDB. Seu colega de bancada, José Serra (SP) declarou que votará em Renan e defendeu a desistência de Tasso.

Em tempo

Com isso, são mentirosas as declarações do senador Cid Gomes de que Tasso já tem hoje 41 votos e estaria eleito presidente do Senado.

Em tempo II

Cid sairá desmoralizado dessa disputa eleitoral, e ainda arrastou Tasso para essa aventura dos FGs.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também