Sete dias por semana sem medo da notícia!
Motociclista morre em colisão com um caminhão na avenida do aeroporto
O desastre aconteceu no começo da manhã de hoje na Avenida Carlos Jereissati
O corpo do motoqueiro ficou estendido na pista após a colisão

Um grave acidente de trânsito foi registrado no começo da manhã desta sexta-feira (5), em Fortaleza. O piloto de uma motocicleta morreu em uma colisão na Avenida Senador Carlos Jereissati, a via de acesso ao Aeroporto Internacional Pinto Martins.

O desastre aconteceu por volta de 6 horas, na pista que liga o aeroporto aos bairros da zona nobre da cidade, como Aldeota, Dionísio Torres e Papicu, além da Beira-Mar. De acordo com informações de testemunhas, o motoqueiro foi colhido por um caminhão, arremessado vários metros e morreu ao bater a cabeça no asfalto. O óbito foi imediato.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi enviada ao local do desastre e logo os socorristas constataram o óbito. Uma equipe da Perícia Forense do Ceará (Pefoce)  e patrulhas do Batalhão de Policiamento Urbano Rodoviário Estadual (BPRE) também atenderam à ocorrência.

A Polícia não revelou a identidade do motoqueiro morto. O corpo foi recolhido pelo rabecão e encaminhado à sede da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense.

Operação contra “rachas”

Nove motoqueiros foram detidos e encaminhados à delegacia na cidade de Juazeiro do Norte (a 528Km de Fortaleza), na noite da última quarta-feira (3). A Polícia havia recebido informações de que eles vinham praticando “rachas” ou “pegas” nas ruas e avenidas da periferia de Juazeiro.

A condução dos motoqueiros e a apreensão das nove motocicletas aconteceram no bairro do Horto. A operação da PM contou com a participação de agentes do Departamento Municipal de Trânsito de Juazeiro do Norte (Demutran).  

Jovens e adolescentes faziam manobras e trafegavam em alta velocidade com as motocicletas com o escapamento alterado para produzir grande barulho. A população denunciou e os suspeitos foram detidos e vão responder por crimes de trânsito.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também