Sete dias por semana sem medo da notícia!
Mistério envolve o sumiço de sete pescadores cearenses no litoral de Camocim
A lancha com os sete tripulantes está desaparecida há 24 dias, revelam familiares
Uma lancha da Capitania dos Portos está sendo utilizada nas buscas no litoral

A Capitania dos Portos no Ceará ainda não se pronunciou oficialmente acerca da notícia dando conta do desaparecimento de sete pescadores cearenses  no litoral Norte do estado. As buscas, porém, continuam sendo realizadas  por equipes da Marinha do Brasil.

Os sete pescadores moram em Camocim (a 373Km de Fortaleza) e estão desaparecidos há, pelo menos, 24 dias, quando saíram para pescar em alto-mar. A esposa de um deles afirma que o último contato que manteve com o marido – via rádio – foi no último dia 20 de abril. Desde então, não teve mais notícia nenhuma dele.

“Eles devem estar à deriva e nós estamos também”, disse Ernanda Rocha, esposa do pescador Durval da Silva, um dos sete tripulantes da embarcação desaparecida.

“Eu sei que a Marinha está trabalhando, mas acho que ela deve se empenhar mais. São sete vidas em jogo, pais de família que estão sumidos”, completou Ernanda.

Quem manteve  o último contato com os pescadores foi a dona de casa Bruna Vasconcelos, Segundo ela, isto aconteceu no dia 20 de abril. Ela conta que conversou, via rádio, com o marido, Alexandro Ribeiro. “No dia seguinte, não conseguimos mais contato algum”, afirma.

Segundo os familiares, o grupo é experiente e costuma fazer longas viagens em alto-mar, mas sempre mantém a comunicação com os parentes. Desta vez, a viagem se transformou em tormento para as famílias dos pescadores.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também