sete dias sem medo da notícia
Via aplicativo
Homem se passava por integrante de grupo criminoso para extorquir mulher no Ceará
Suspeito cometia o crime dentro de uma unidade prisional, em Pernambuco
(Foto: divulgação/Polícia Civil)
Por : Redação CN7
06/01/22 17:51

Luan Wagner Martinez Silva, de 29 anos, foi identificado pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) como o autor de ameaças contra uma mulher, moradora do município de Quixadá. Segundo as investigações, que iniciaram na última terça-feira (4), o homem ameaçava a vítima por meio de um aplicativo de mensagens, se passando por um integrante de um grupo criminoso, com atuação no Ceará.

Nascido no Pará, Luan Wagner encontra-se preso em unidade prisional no Estado de Pernambuco. Segundo as investigações, ele mantinha contato com a vítima, uma mulher de 42 anos, por meio de um aplicativo de mensagens, por onde mandava diversas ameaças exigindo que ela realizasse transferências via Pix. Ainda de acordo as investigações policiais, o homem conseguia o contato dos seus alvos por meio das redes sociais que continham informações iniciais de suas possíveis vítimas, como local, nome e telefone delas. Após o recolhimento de todas as informações sobre o caso, e com base no ‘modus operandi’ de Wagner, os policiais civis do Ceará identificaram as origens do golpe.

O aparelho celular, que estava com o suspeito, foi apreendido e enviado para o Ceará, a fim de dar continuidade às investigações, pois há indícios que outras pessoas também foram vítimas dele nos municípios de Fortaleza, Eusébio, Aquiraz, Pacajus, Ubajara, Quixadá, Ipu, Aracati, Barbalha e Russas.

LINKS PATROCINADOS