Sete dias por semana sem medo da notícia!
Governador reestrutura Polícia Militar e cria novos comandos, batalhões e companhias
Ceará terá quatro batalhões de Polícia de Choque e três batalhões Raio
Novas unidades de elite da PM foram criadas pela Lei

A Polícia Militar do Ceará passará, nos próximos meses,  por uma completa reformulação em sua estrutura organizacional, com a criação de novos comandos, batalhões e companhias. A lei que autoriza a  reestruturação da Corporação já foi sancionada pelo governador do estado,  Camilo Santana(PT), e publicada no Diário Oficial em sua edição do último dia 18 de fevereiro.  Os atuais batalhões Raio e Choque serão transformados em Comandos, e o número de batalhões, companhias e de efetivo aumentará .

O decreto de número 32.974, de 18 de fevereiro de 2019, transforma o atual BPChoque em Comando de Policiamento de Choque (CPChoque),  que possuirá quatro batalhões totalizando 15 companhias. São eles: Batalhão Tático Motorizado (BPTAM), Batalhão Tático Rural (BPTAR), Batalhão de Ações Táticas Especiais (BPGATE) e o Batalhão de Controle de Distúrbios Civis (BPCDC).

Também o Raio passará por transformações. Passará a ser o Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), com três batalhões e 11 companhias.

Raio e Choque deixarão de compor o Comando de Policiamento Especializado (CPE). Este, por sua vez, vai aglutinar os comandos de quatro batalhões: o de Policiamento Turístico/BPTUR (com 4 companhias);  de Polícia de Guarda Externa dos Presídios, Estabelecimentos Penais e Centros Educacionais/BPGEP (4 companhias); de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual/BPRE (2 companhias);  e de Polícia do Meio Ambiente/BPMA (3 companhias); além do Regimento de Polícia Montada/RPMONT (com dois Esquadrões).

Comandos Regionais

No âmbito do Policiamento Ostensivo Geral (POG), Fortaleza sediará o  1º Comando Regional de Polícia Militar  (1º CRPM), que vai reunir as unidades do Comando do Policiamento da Capital (CPC) em 10 batalhões, totalizado 26 companhias. São eles: 5º, 6º, 8º, 16º, 17º, 18º, 19º, 20º, 21º e 22º batalhões.

O 2º Comando Regional de Polícia Militar (2º CRPM)  vai ter sob a sua responsabilidade o Comando do Policiamento Metropolitano (CPM), com três batalhões e 11 companhias. São eles:  12º BPM  (Caucaia), 14º (Maracanaú),  e 15º (Eusébio).

O 3º Comando Regional de Polícia Militar  (3º CRPM) vai coordenar as unidades do atual Comando do Policiamento do Interior Região Norte (CPI-Norte), com quatro batalhões e 14 companhias. São eles:  3º (Sobral), 4º (Canindé), 7º (Crateús) e 11º (Itapipoca).

O 4º Comando Regional de Polícia Militar (4º CRPM), vai chefiar as unidades do Comando do Policiamento do Interior SUL (CPI-Sul), com cinco batalhões reunindo 18 companhias. São eles:  1º  (Russas), 2º (Juazeiro do Norte), 9º (Quixadá), 10º  (Iguatu),  e 13º (Tauá).

Na parte administrativa, foram criadas novas unidades como as Células de Motomecanização, de Material Bélico e a de Suprimentos.

 

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também