Sete dias por semana sem medo da notícia!
Funcionário da Caixa é morto por bandidos durante assalto em sua casa de praia
O bancário foi assassinado em sua casa de veraneio, na Praia do Batoque, Aquiraz
Carlos Alberto Silvino, o "Beto" foi assassinado, neste domingo, por assaltantes
Ouça a matéria

O assalto a uma casa de veraneio terminou e morte neste fim de semana no litoral da Região Metropolitana de Fortaleza. Bandidos invadiram o local na Praia do Batoque, no Município de  Aquiraz, e fizeram uma família refém. O bancário Carlos Alberto Silvino da Fonseca, funcionário da Caixa Econômica Federal, acabou sendo assassinado pelos criminosos.

Este foi o segundo caso de latrocínio (roubo seguido de morte)  na Região Metropolitana de Fortaleza no fim de semana e no intervalo de apenas 48 horas. Na sexta-feira (24), a aposentada Maria Nísia Teixeira Freitas, 82 anos, também foi vítima de um crime do gênero. Ela foi morta a pauladas dentro de casa, na Praia do Icaraí, em Caucaia. Dois suspeitos, incluindo a própria cuidadora da idosa, foram presos em flagrante.

De acordo com as primeiras informações colhidas pela Polícia, o bancário Carlos Alberto Silvino da Fonseca, mais conhecido entre os amigos por “Beto”, foi morto quando a sua casa de praia foi atacada por ladrões neste domingo. No começo da noite, o corpo dele foi removido para Fortaleza e encaminhado à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

Sepultamento

Policiais militares foram acionados para atender à ocorrência e continuam em diligências na tentativa de identificar e prender os criminosos. O corpo do bancário, que trabalhava na agência da Caixa no Conjunto Ceará, deverá ser sepultado nesta segunda-feira (27) em um cemitério particular (Memorial Fortaleza), no Parque Jari, em Maracanaú.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também