Eunício sai animado de reunião com presidente do STF sobre Transposição para o Ceará

20/06/17 8:46

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, esteve reunido nessa segunda-feira (19) com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, para debater a retomada das obras da Transposição do Rio São Francisco para o Ceará. A ministra sinalizou que a Corte irá derrubar as liminares das empresas PB Construções e Marquise, ligadas ao grupo político dos Ferreira Gomes, que barram o empreendimento.

O Eixo Norte da Transposição é um sonho antigo e irá beneficiar milhares de cearenses que sofrem com a falta d’água. Os trabalhos já deviam ter começado, mas a PB Construções e Marquise entraram na Justiça com pedido para suspender a licitação. As duas foram desclassificadas por não terem capacidade técnica de desempenhar a tarefa, mesmo oferecendo os melhores preços. O consórcio vencedor, por fim, foi Emsa-Sitom, terceiro colocado na proposta do leilão reverso.

A expectativa é que o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho – que participou de todos os encontros para discutir o assunto – convoque a imprensa para anunciar definitivamente a retomada das obras.

Eunício já havia se reunido com a ministra Carmen Lúcia no último dia 13, ao lado do governador Camilo Santana e outros gestores da região. Durante a conversa, a ministra garantiu emitir uma decisão sobre o assunto nesta semana, após ouvir o Ministério Público da União.

Entenda

Desclassificadas durante o processo licitatório por não atenderem aos requisitos técnicos para atender a obra, as empresas Marquise e PB Construções entraram com recurso na Justiça contestando a desclassificação e impedindo que a retomada da obra pudesse ser iniciada.

A PB Construções é apadrinhada pelo ex-governador Cid Gomes (PDT) e recebeu, no seu mandato, R$ 1.2 bilhão em licitação no Cinturão das Águas. O trecho pelo qual a construtora está responsável no Cinturão está atrasado.

A Marquise ganhou destaque no mercado também durante a gestão do pedetista e está na mira do Ministério Público Federal pelas obras na Vila do Mar.

LINKS PATROCINADOS