Sete dias por semana sem medo da notícia!
Empresário coreano dono de hotel no Cumbuco é preso pela PF e será extraditado
Chang Ki Park é acusado de fraude milionária na Coréia do Sul e voltará para seu país
Agentes da PF prenderam o coreano em seu hotel, na manhã de ontem

A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira (25), no Ceará, um empresário sul-coreano acusado de crimes no seu país e que estava morando neste estado. A captura ocorreu na Praia do Cumbuco, no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Onde Chang Ki Park, 57 anos, instalou um hotel.

De acordo com a PF, Park é acusado de envolvimento em uma fraude financeira em seu país e teve expedido um mandado de prisão para fins de extradição. O documento foi emitido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e, em seguida, distribuído um alerta vermelho pela Interpol (Polícia Internacional) para que ele fosse localizado em qualquer parte do mundo.

A prisão do sul-coreano foi realizada durante uma operação sigilosa de equipes da PF na Praia do Cumbuco. Logo em seguida, Park foi encaminhado à sede da Superintendência Regional da PF, onde permanecerá até que o governo sul-coreano providencie seu retorno ao país.

Em 14 de fevereiro último, o sul-coreano foi preso no Cumbuco depois que foi descoberto que ele praticava furto de energia elétrica em seu estabelecimento hoteleiro.  Chang Ki Park foi autuado em flagrante no 31º DP (Cumbuco), e liberado mediante fiança.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também