sete dias sem medo da notícia
Designer foi a 3ª vítima de crime de latrocínio na Capital em 10 dias
Kildare Martins Rufino morreu após passar pór cirurgia no IJF-Centro na madrugada do domingo
Por : Redação CN7
11/04/17 8:07

Mais um latrocínio (roubo seguido de morte) foi registrado na zona nobre de  Fortaleza, o terceiro caso em duas semanas de abril. Desta vez, o fato ocorreu numa área de interesse turístico para o governo do Estado, o entorno do centro Dragão do mar de Arte e Cultura, na Praia de Iracema.

A vítima foi o designer gráfico Kildare Martins Rufino, 23 anos.  Na noite de sábado último (8), ele foi esfaqueado por assaltantes que o atacaram, por volta das 23h30, na Avenida Historiador Raimundo Girão, no entorno do Dragão do Mar. Mesmo estando sozinho, o rapaz reagiu a uma abordagem de dois criminosos, que exigiram o seu telefone celular.

Ao contrariar a ordem dos bandidos, Kildare acabou sendo esfaqueado e foi levado em estado grave para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro) em uma ambulância do Samu. Atingido no abdome, ele chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu e morreu  no domingo, menos de 24 horas após a agressão. Os assassinos fugiram sem que fossem identificados.

Imagens captadas por câmeras instaladas na área onde ocorreu o crime poderão ajudar  a Polícia a identificar os latrocidas.  O caso está sendo investigado pela Polícia Civil com o apoio da Inteligência.

O comandante do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), unidade responsável pelo patrulhamento da área, tenente-coronel PM Teófilo Costa, informou que policiais fazem rondas na área em viaturas e à pé.  Ele explica que as imagens captadas pelas câmeras já estão sendo analisadas.

Outros dois

No dia 1º de abril, dois casos de latrocínios foram registrados em Fortaleza. Logo pela manhã, por volta de 10h52, o advogado e economista Paulo Sérgio Alves Garcia foi assaltado e morto, a tiros, dentro de uma filial da rede de Lojas Americanas, situada na esquina da Avenida Dom Luiz com Rua Frei Mansueto, no bairro Meireles.  O crime ocorreu logo após a vítima fazer um saque em uma agência bancária nas proximidades. O crime dentroi da loja foi filmado e, em menos de 24 horas, a Polícia Militar deteve um dos suspeitos.

No mesmo dia, já à noite, um policial militar foi vítima de um assalto que terminou na morte dele. Era o sargento PM Márcio Franklim Rodrigues Braz. Ele fazia a escolta de uma Kombi do “Totolec”, quando foi atacado por bandidos na Avenida Doutor Silas Munguba, na Parangaba. O militar reagiu e acabou sendo morto com vários tiros durante o assalto.

LINKS PATROCINADOS