Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Delegado de Aurora é denunciado pelo Ministério Público por lesão corporal

Paulo Hernesto está afastado das funções e preso desde novembro do ano passado

09/01/24 18:00

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da Promotoria de Justiça de Aurora, denunciou, nessa segunda-feira (8), o delegado de Polícia Civil, Paulo Hernesto Pereira Tavares, por crimes praticados no dia 11 de novembro de 2023 nos municípios de Aurora e Brejo Santo.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

Segundo o MPCE, Paulo Hernesto teria agredido uma mulher após um acidente de trânsito. Posteriormente, ainda teria resistido a prisão e praticado os crimes de calúnia, ameaça, desacato e indução a falso testemunho. Na denúncia, o MPCE também pediu a manutenção da prisão preventiva do delegado, que está afastado das funções e preso desde novembro do ano passado.

A denúncia do MPCE está baseada nas informações coletadas durante a investigação, além das declarações de vítimas e testemunhas, relatos dos agentes de segurança pública que atenderam a ocorrência, além de imagens de câmeras de videomonitoramento.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Paulo Hernesto foi denunciado pelos crimes de embriaguez ao volante (art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro); lesão corporal leve contra três pessoas (Artigos 69 e 129 do Código Penal); resistência à prisão (Art. 329 do CP); calúnia contra funcionário público (Artigos 138 e 141, inciso II, do CP); ameaça contra a vítima G.C.C.A. (Art. 147 do Código Penal); e desacato de funcionária pública do Samu (Art. 331 do Código Penal).

Ainda na denúncia, o MPCE acusa o delegado de Polícia Civil de induzir falso testemunho (Artigos 69 e 342 do CP). Duas testemunhas que prestaram falsos depoimentos – Raimundo Josiano Vasques Felix e Clayton Silveira de Brito Alves – também foram denunciadas pelo crime.

LINKS PATROCINADOS