sete dias sem medo da notícia
Eleições
Ciro enfrenta oposição interna para sair da disputa e apoiar Lula em 2022
Irmão de Cid terá que pontuar 15% no início do ano para continuar na disputa
Ciro Gomes
Por : Redação CN7
14/03/21 14:35

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta sexta-feira (12) manter a decisão que anulou as condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Lava Jato. A entrada do petista no jogo politico do próximo ano esquentou os bastidores.

Pesquisa do Instituto Ipec divulgada no início do mês e publicada na edição de hoje (14) do jornal O Globo mostra o nível de rejeição dos presidenciáveis. O governador de São Paulo lidera o levantamento, seguido do presidente Jair Bolsonaro e Ciro Gomes.

O irmão do senador Cid Gomes, que antes da decisão de Fachin era considerado nome de peso no PDT para disputar novamente a Presidência, agora encontra resistência dentro do próprio partido. Nomes próximos de Lula já fazem coro para a retirada do pedetista da disputa.

Segundo O Globo, Ciro corre o risco de ficar isolado – O PSB passou a cogitar uma reaproximação com o PT. E o próprio presidente do PDT, Carlos Lupi, já deixou claro que a meta de Ciro é pontuar acima de 15% no início de 2022 para mostrar viabilidade eleitoral.

“Defenso uma aliança no segundo turno com todas as forças que fazem oposição a Bolsonaro. Acho que Ciro deveria estar nisso, mas não posso controlar o temperamento dele”, disse Lupi

Rejeição – Pesquisa IPEC

João Dória – 57%
Jair Bolsonaro – 56%
Ciro Gomes – 53%
Sérgio Moro – 50%
Luiz Henrique Mandetta – 45%
Lula – 44%

A pesquisa foi realizada entre os dias 19 a 23 de fevereiro, com 2002 pessoas entrevistadas em 143 municípios. A margem de erro é de dois pontos, e o nível de confiança da pesquisa é de 95%.

LINKS PATROCINADOS