Sete dias da semana sem medo da notícia

Cid Gomes avança com o bloco de oposição ao PT e governo Jair Bolsonaro
FG quer se vender, ao mesmo tempo, como anti-petista e anti-Bolsonaro
Cid Gomes nunca gostou do PT
07/11 10:45

O senador eleito Cid Gomes articula formação de bloco envolvendo parlamentares do PPS, PSB, PDT e da Rede para conseguir a Presidência do Senado. A manobra de Cid é clara: prometer apoio a Tasso, dar uma rasteira nele depois e se qualificar como o verdadeiro candidato anti-PT — fechado com PSDB, Bolsonaro e MDB.

A estratégia é arriscada, mas caso consiga ser exitosa, Cid conseguirá se vender anti-PT desde criancinha para a ala mais conservadora e anti-Bolsonaro para o setor progressista. Natural dos Ferreira Gomes, o senador eleito quer servir a dois senhores.

Em tempo

O bloco PPS, Rede, PSB e PDT já conta com 11 integrantes.

Em tempo II

Segundo O Antagonista, a senadora eleita Eliziane Gama, do PPS do Maranhão, se reuniu ontem, em Fortaleza, com Cid.

Confira foto

Em tempo III

Ainda segundo o site, Eliziane também conversou sobre o assunto, por telefone, com Leila do Vôlei, senadora eleita pelo PSB do Distrito Federal.



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados