sete dias sem medo da notícia
Aníbal Gomes pode virar réu por recebimento de R$ 800 mil em propina
Por : Redação CN7
26/09/17 12:08

O deputado federal cearense Aníbal Gomes (PMDB) e o senador alagoano Renan Calheiros (PMDB) serão julgados pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) no dia 10 de outubro. Eles são acusados de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e recebimento de R$ 800 mil em propina da empreiteira Serveng, que prestava serviço para a Petrobras.

Na denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR), é solicita a perda das funções públicas dos dois políticos. O esquema, como mostrou matéria do Correio Braziliense, funcionava assim: “Em troca de propina, os parlamentares teriam oferecido apoio ao então diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que mantinha a empreiteira em licitações da estatal”.

Entenda

Aníbal negou envolvimento com a Serveng, afirmando que levou representantes da empreiteira para uma reunião na Petrobras apenas como objetivo de apresentar projeto de um porto com investimento privado e questionar se a estatal tinha interesse em alugar um ponto do empreendimento.

Renan Calheiros afirmou, ainda segundo o Correio, que “jamais autorizou ou consentiu que o deputado Aníbal Gomes ou qualquer outra pessoa falasse em seu nome em qualquer circunstância”.

LINKS PATROCINADOS