sete dias sem medo da notícia
Vice-governadoria e PGJ assinam convênio com secretária acusada de corrupção
Por : Redação CN7
16/10/17 18:26

A procuradoria geral de Justiça no Ceará(PGJ) e a vice-governadoria do Estado assinaram, nesta segunda-feira (16), um Termo de Acordo de Cooperação (TAC) com a secretária de Educação de Caucaia, Lindomar Soares, alvo de um pedido de afastamento protocolado pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) por improbidade administrativa em contrato de R$ 5,2 milhões sem licitação.

O objetivo do acordo é desenvolver ações de mediação de conflitos nas escolas de Caucaia e integra o programa Ceará Pacífico, do Governo do Estado, que tenta reduzir os índices de violência. O acerto foi divulgado nas redes sociais pelo prefeito de Caucaia, Naumi Amorim.

Cadê a licitação?

A secretária de Educação da gestão do prefeito Naumi Amorim contratou um escritório de advocacia do Piauí por R$ 5,2 milhões, sem licitação, para recuperar “créditos oriundos do não repasse pela União Federal de valores devidos ao município de Caucaia, decorrente da subestimação do valor mínimo nacional”.

Para o MPCE, a contratação é irregular, pois não há motivos para dispensar a licitação e a Prefeitura poderia impetrar a ação através da Procuradoria Geral de Caucaia “sem custos extras” ao município. Outro contrato similar, no valor de R$ 12 milhões, foi suspenso pelo próprio Naumi para evitar investigação do ministério público.

 

LINKS PATROCINADOS