sete dias sem medo da notícia
Vereador é investigado por suspeita de desvio na Câmara do Crato
Por : Redação CN7
06/06/17 14:18

De posse de vasta documentação sobre desvios de recursos e fraudes em licitações, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da promotoria de Crato, deve pedir o afastamento do presidente da Câmara de Vereadores, Florisval Coriolano (PRTB). O vereador enfrenta denúncias de superfaturamento em contratos, desvio de recursos e fraudes em contratações de cargos comissionados e assessorias ligadas ao seu gabinete. Somente no gabinete da presidência foram feitas mais de 30 nomeações com suspeitas de irregularidades.

Segundo informações do Portal da Transparência e documentos em posse do MPCE, apesar da Câmara ter contrato com uma empresa de contabilidade no valor de R$ 16 mil mensais, o presidente nomeou um auxiliar de contabilidade ao custo de R$ 15,6 mil, pagos nos últimos quatro meses. O MP investiga um possível superfaturamento no contrato com a empresa Francisco Cláudio de Melo – ME, que deve receber R$ 192 mil em apenas um ano. Mesmo sabendo da suspeita, Florisval continua efetuando normalmente os pagamentos a empresa.

Leia a reportagem completa na edição desta semana do Jornal do Cariri:

LINKS PATROCINADOS