Sete dias por semana sem medo da notícia!
Vereador bate de frente com Ivo: Ideologia de Gênero para crianças é anomalia
Dr. Estevão, médico psiquiatra, lembrou ao prefeito de Sobral que é uma anomalia querer incluir a disciplina ensinando às crianças que homens podem ser mulheres e vice-versa
Ex-prefeito de Sobral Veveu Arruda (PT) e o prefeito Ivo Gomes (PDT)

O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), é conhecido por afrontar e perseguir os cristãos do município. Foi assim quando quis derrubar o Cristo Redentor feito por Dom José Tupinambá, quando tentou fazer o mesmo com o Cristo do distrito de Rafael Arruda, quando retirou a Nossa Senhora das Graças da praça do Junco, ou quando financiou a peça “Quem tem medo de travesti” e o bloco de pré-carnaval “Bato Siririca”. Só para ficar em alguns exemplos.

Além de tudo isso, o prefeito ainda quer que a disciplina de Ideologia de Gênero seja ministrada às crianças das escolas municipais. Caso aprovada pela Câmara de Vereadores, a nova matéria curricular ensinará aos filhos dos sobralenses que homem pode ser mulher e vice-versa.

O vereador Dr. Estevão, médico psiquiatra, se insurgiu conta isso e deu uma lição daquelas no sempre prafrentex Ivo. “Nunca vi uma aberração maior que essa história de ideologia de gênero. Isso é um estupro às nossas crianças. Só vai confundir a criança, só vai deixar a criança embaraçada, embananada, com uma situação que ela não entende. Sexo só vem para os seres humanos quando o corpo começa a produzir os hormônios, e isso se dá em torno dos 13 anos de idade. Aí sim, se pode discutir”.

Entenda

O veto do prefeito para que Ideologia de Gênero seja ensinada nas escolas será apreciado nesta segunda-feira (19), na Câmara Municipal.

Em outubro de 2017, o prefeito Ivo Gomes trouxe a Sobral Júlia Dutra, a primeira diretora transsexual do Rio de Janeiro, que palestrou para cerca de 3 mil professores da rede pública municipal.

A palestra foi o primeiro passo do prefeito, defensor da causa LGBT, na caminhada para incluir o ensino de Ideologia de Gênero nas salas de aula.

Em tempo

Alguns pastores arrependidos de terem apoiado a eleição de Ivo Gomes — e os evangélicos se sentindo enganados –, organizam-se para comparecer ao plenário da Câmara. O intuito é pressionar os vereadores da situação que prometem aprovar o veto do prefeito.

A ordem do FG, nos bastidores, é que o veto seja aprovado sem demora, para que a nova disciplina comece a ser ministrada nas escolas públicas e privadas de Sobral.

Confira a fala de Dr. Estevão

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também