Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

TSE condena ex-deputado Delegado Cavalcante à inelegibilidade por oito anos

Fala foi proferida durante discurso na praça Portugal

(Foto: José Leomar/Alece)

14/03/24 15:37

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) condenou, por 6 votos a 1, o ex-deputado estadual Delegado Cavalcante à inelegibilidade por oito anos, por ter incitado a violência contra o resultado eleitoral e disseminado informações falsas sobre a urna eletrônica, em discurso no dia 7 de setembro de 2022. Na oportunidade, o ex-parlamentar disse que se seu grupo político não ganhasse no primeiro turno, no voto, iria “ganhar na bala“. A fala foi proferida durante discurso do ex-deputado – que na época era candidato – em evento na praça Portugal, no bairro Aldeota, em Fortaleza.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

Votaram pela condenação do ex-deputado os ministros Antônio Carlos Ferreira, Nunes Marques, Floriano de Azevedo Marques, André Ramos Tavares, Cármen Lúcia e o presidente do TSE, Alexandre de Moraes. O único voto contra a condenação foi do ministro Raul Araújo.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Em discurso, o ministro Alexandre de Moraes fez uma conexão direta entre o discurso do ex-deputado e os atos golpistas de 8 de janeiro do ano passado, quando as sedes dos Três Poderes, em Brasília, foram invadidas e depredadas. “Esse discurso criminoso, antidemocrático e golpista é o discurso que gerou dia 8 de janeiro. É exatamente o discurso que foi propagado, o discurso que foi fermentado nos anos anteriores, o discurso que foi passado nas redes sociais, incentivando milhares de pessoas a invadirem, destruírem as sedes dos 03 poderes”, avaliou.

Assista ao vídeo:

LINKS PATROCINADOS