sete dias sem medo da notícia
Travesti é morto no Centro da Capital. Terceiro caso em 3 dias na Grande Fortaleza
O assassinato aconteceu na esquina das ruas Jaime Benévolo e Clarindo de Queiroz
O travesti "Letícia" foi morto com vários tiros, na noite de ontem
Por : Fernando Ribeiro
11/08/20 8:17

Um homossexual conhecido pelo nome social de “Letícia”, foi assassinado, a tiros, na noite desta segunda-feira (10), em pleno Centro de Fortaleza. O crime foi praticado por ocupantes de um veículo de placas não anotadas. Este foi o terceiro gay morto na Grande Fortaleza em apenas 72 horas. Os três casos estão sendo apurados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil do Ceará.

Era por volta de 22 horas quando criminosos mataram “Letícia” na esquina das ruas Clarindo de Queiroz e Jaime Benévolo.  Ele costumava “fazer ponto” naquele cruzamento, isto é, ficava ali à espera de clientes, juntamente com outros gays e travestis. Com medo de represálias, as colegas preferiram não falar sobre o caso.

A Polícia, no entanto, descobriu que o crime pode estar ligado a dívidas de drogas e que, além de “Letícia”, outro travesti que ali faz “ponto” também estaria na mira dos assassinos à serviço de traficantes.  Este foi o quarto crime de morte na mesma área da Malha Central de Fortaleza nos últimos três meses.

Outros casos

No sábado (8), outros dois homossexuais foram mortos na Grande Fortaleza. O primeiro caso aconteceu na Rua Dallas, no bairro Granja Lisboa, na área do Grande Bom Jardim. Um garoto de 15 anos, homossexual, foi atraído para um suposto encontro em um terreno baldio e acabou sendo morto com vários tiros.

Horas depois, outro homossexual, identificado por Célio, foi morto, a tiros, na mesa de um bar próximo à Lagoa da Tanupaba, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  Célio estava bebendo na companhia de quatro pessoas quando os criminosos chegaram à pé e passaram a atirar na vítima, que morreu sentada na cadeira ao lado da mesa do bar.

PUBLICIDADE
LEIA TAMBÉM