sete dias sem medo da notícia
Tesoureiro da OAB pede afastamento do cargo e não quer saber de escândalo do cartão
Por : Redação CN7
27/10/17 16:44

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Marcelo Mota, se embananou ao tentar explicar o escândalo denunciado pelo Ceará News 7 do gasto superior a R$ 2,3 milhões, entre janeiro e maio de 2017, no cartão corporativo da instituição. Por sua vez, o diretor tesoureiro da Ordem, Gladson Mota, não quis responder sobre o caso e deixou os esclarecimento para Marcelo Mota. Além disso, Gladson ainda se recusou a assinar novos balanços da Ordem e se afastou do cargo.

Segundo o o advogado Roberto Pires, da página Observatório da OAB, Marcelo Mota afirmou que os R$ 2.333.365,21, postados na coluna “Débitos” e referentes a despesas com “Cartão de créditos”, são na verdade valores de receita, um dinheiro que eles vão receber. O presidente da OAB-CE disse ainda que a instituição não possui cartão de crédito. Já o saldo negativo de R$ 37 mil, também referente ao “cartão de créditos”, ficou sem explicação.

Marcelo Mota já tem um nome para o lugar de Gladson nas contas da OAB-CE, o novo tesoureiro será Rodrigo Mota, seu primo.

Confira o balanço divulgado pela OAB-CE com o gastos entre janeiro e maio de 2017:

LINKS PATROCINADOS