sete dias sem medo da notícia
Tasso afirma que PSDB vai retirar da CCJ deputado relator da denúncia contra Temer
Tasso Jereissati
Por : Redação CN7
05/10/17 16:46

O presidente nacional interino do PSDB, senador Tasso Jereissati, confirmou, nesta quinta-feira (5), que o partido vai tirar o deputado federal Bonifácio de Andrada da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Bonifácio foi escolhido, pelo presidente da Comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB), relator da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), que também atinge os ministros Moreira Franco e Eliseu Padilha.

Tasso afirmou que a sigla deu “quinhentas opções” ao deputado antes de decidir tirá-lo da CCJ. Até ontem (4), estava acertado que Bonifácio se licenciaria do PSDB, mas continuaria na vaga do partido na comissão e com a relatoria da matéria. Bonifácio deverá seguir na relatoria, mas não em uma vaga da legenda. O deputado deverá ocupar uma cadeira do PSC, no lugar de Marco Feliciano.

“Ele faz o relatório, mas não na vaga do PSDB, porque não tem consenso sobre o assunto dentro do partido. O relatório sendo a favor ou contra, vai desagradar metade da bancada. Agora a bola está com o presidente da CCJ. Tem partidos enormes lá, como PMDB, do presidente, que podem liberar uma cadeira para Bonifácio continuar relator. Vaga, ele tem”.

Sem oposição

Tasso reforçou ainda que a decisão não é contrária ao Palácio do Planalto, mas sim para evitar agravar o racha interno do PSDB. Na votação da primeira denúncia, o partido ficou dividido na votação. Agora, para evitar novo desgaste, os tucanos preferem ficar de fora da relatoria. “Não é decisão contrária ao governo. É contrária a uma divisão dentro do PSDB”.

Com informações do G1

LINKS PATROCINADOS