sete dias sem medo da notícia
Tecnologia
Suspeitos de roubo milionário em joalheria de Fortaleza utilizaram equipamentos sofisticados
O crime aconteceu no dia 25 de junho
Por : Redação CN7
04/10/21 16:50

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) divulgou nesta segunda-feira (4), em coletiva de imprensa, mais informações sobre o roubo milionário a uma joalheria que fica localizada em um shopping de Fortaleza. O crime aconteceu no dia 25 de junho.

Segundo informações da Polícia Civil, os responsáveis pela ação criminosa utilizaram equipamentos de alta tecnologia que jamais haviam sido usados para esse tipo de crime no Ceará. Entre os aparelhos utilizados estavam um que servia para realizar a clonagem do controle remoto da porta de entrada da loja vizinha à joalheira e um bloqueador chamado “Jammer”, que tem como função cortar qualquer sinal no entorno. Desta forma, as pessoas que estivessem no entorno não conseguiriam falar ao celular e os sistemas de alarme via rádio seriam comprometidos.

“Essa dinâmica, com um certo requinte de sofisticação, não é muito comum, inclusive não apenas no Ceará, mas, na doutrina policial, não encontramos muito ou nenhum fato praticado desta natureza. É mais comum em roubo de carga para ludibriar o monitoramento, mas em roubo de joalheira jamais, e a clonagem dentro de um shopping center é uma situação inédita”, disse o delegado Rommel Kert. Toda a ação teria durado 40 minutos.

Leia mais: Colombianos são presos por participação em roubo milionário de joalheria em Fortaleza

LINKS PATROCINADOS