Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Senadora Augusta Brito debate violência de gênero em evento no Chile

Tema será debatido durante o 3º "Encontro Parlamentar sobre Armas e Gênero"

(Foto: reprodução)

04/10/23 19:09

A senadora Augusta Brito (PT) participa, nesta sexta-feira (6), em Santiago, no Chile, do 3º “Encontro Parlamentar sobre Armas e Gênero”. Na oportunidade, a parlamentar cearense vai apresentar o panorama brasileiro sobre o controle de armas e a prevenção da violência de gênero e dos feminicídios. Além do Chile e do Brasil, estarão presentes representantes da Argentina, Colômbia, Uruguai e México. O intuito é debater como a ação parlamentar pode contribuir para a definição de uma agenda regional de controle de armas.

Participe do grupo do CN7 no WhatsApp

No evento, serão abordados temas como o papel parlamentar e as ferramentas legislativas na regulação das armas e na prevenção da violência armada; e a situação da legislação em cada país e o impacto das armas na violência. Também será discutido o impacto das armas na violência de gênero e nos feminicídios.

A senadora vai apresentar as ações do Brasil em prol do desarmamento e do combate à violência.

No ano passado, o Senado Federal aprovou o Projeto de Lei 1419/2019, que proíbe a aquisição de armas de fogo por quem praticar violência contra a mulher, idoso ou criança. O PL está sendo analisado pela Câmara dos Deputados.

No dia 1º de janeiro, o presidente Lula editou o Decreto 11.366, que, entre outros pontos, suspendeu os registros para aquisição e transferência de armas de fogo e munições de uso restrito por caçadores, atiradores e colecionadores (CACs); restringiu o quantitativo de aquisição de armas e munições; e suspendeu novos registros de clubes de tiros.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

No sábado (7), a senadora terá encontro com representantes da organização Humanas – Centro Regional de Direitos Humanos e Justiça de Gênero. A instituição é referência nacional e internacional em direitos humanos das mulheres e uma das criadoras da Articulação Regional Feminista, composta atualmente por Chile, México, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Argentina.

LINKS PATROCINADOS