Sabino repudia o uso da Guarda Municipal na segurança de ex-prefeitos de Sobral

16/08/17 10:37

O deputado federal cearense Cabo Sabino (PR), ocupou a tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta terça-feira (15) para denunciar o fato que vem causando escândalo no Município de Sobral, na Região Norte do Estado (a 224Km de Fortaleza), onde a Câmara dos Vereadores aprovou uma lei autorizado a Guarda Municipal de Sobral fazer a segurança particular do prefeito e de ex-prefeitos, com custos pagos pelo Município.

Para Sabino,  o episódio veio à tona quando um vereador da base aliada do deputado descobriu que guardas municipais faziam a segurança pessoal do ex-prefeito daquele Município e ex-governador do estado, Cid Gomes.  A casa em referência seria um imóvel na serra.  “A segurança era paga com o dinheiro do povo de Sobral, através do pagamento de salário dos guardas”.

E Foi adiante: “O irmão dele, o atual prefeito (Ivo Gomes), não satisfeito co  isso, para não deixar o irmão desassistido, sem falar em oito policiais que fazem a segurança dele como ex-governador, o prefeito achou pouco e regularizou  o que não estava regularizado. Encaminhou uma mensagem à Câmara Municipal para que todos os ex-prefeitos de Sobral tenham direito a que a sua segurança seja feita pela Guarda Municipal daquele Município”.

E Completou: “Ele foi ainda mais longe. Na lei aprovada, fica à critério do chefe do Executivo dizer quais os ex-prefeitos que esse têm direito. Isto é, se for um da oposição ou alguém que ele não goste, não tem esse direito.  E a Câmara dos Vereadores aprovou. É uma vergonha alguns vereadores emprestarem o seu mandato para se colocarem a favor de uma medida tão covarde contra o povo daquele Município. É uma vergonha! Eles, os Ferreiras Gomes querem fazer da Prefeitura de Sobral um escritório deles.”

Veja o pronunciamento completo do deputado Sabino  na Câmara sobre o assunto:

LINKS PATROCINADOS