Sete dias por semana sem medo da notícia!
Roberto Cláudio visita equipamentos públicos e garante assistência aos fortalezenses
Prefeito de Fortaleza cancelou suas férias e retornou às pressas dos EUA

Após cancelar suas férias e retornar às pressas dos Estados Unidos para encarar o combate as facções, o prefeito Roberto Cláudio reuniu sua equipe do secretariado, prestadores de serviços públicos e, junto ao comando da Polícia Militar, avaliou e apresentou o plano de atuação para manutenção dos serviços públicos na Capital. O encontro, que aconteceu nesta quarta-feira (09/01), no Paço Municipal, teve como objetivo garantir a normalização dos serviços públicos que, eventualmente, tenham sido alvo de ataques criminosos.

“Ao longo dos últimos dias houve ataque a alguns serviços públicos que geraram transtornos à cidade. A reunião de hoje foi para avaliar as últimas 48 horas e planejar manutenção e operação para alguns serviços municipais para o restante da semana. Estamos trabalhando muito de perto com o Governo do Estado e suas instituições, principalmente a Polícia Militar, e vamos continuar dessa forma para reduzir os danos que um momento como esse acaba trazendo aos cidadãos de Fortaleza”, declarou o prefeito Roberto Cláudio.

“A gente hoje está com a operação normal, contando com super oferta, inclusive, pois houve redução de demanda e manutenção dos serviços, dessa forma, operando normalmente”, disse o Prefeito. A limpeza urbana, que também foi alvo de ataques já conta com a capacidade instalada de coleta de volume de lixo diário normal de 4 mil toneladas e terá, ao longo dos próximos dias, solucionado o passivo excedente acumulado. A iluminação pública, que também sofreu avaria, será reposta. A operação de limpeza com pintura de equipamentos públicos municipais que foram pichados por vândalos em tom de ameça será intensificada. Os Ecopontos que sofreram ataques serão todos reestruturados ao longo dos próximos dias, sendo entregues à população.

Na saúde, a Prefeitura está garantindo a manutenção dos serviços, assim como nos demais equipamentos da Prefeitura. “Nossa orientação é que nenhum serviço público municipal está ou será fechado. A nossa ação é remediar o que aconteceu para que no dia seguinte o equipamento já funcione normalmente”, completou o prefeito Roberto Cláudio.

A Polícia Militar dará total apoio para garantir as operações municipais, a exemplo dos transportes públicos, da limpeza urbana e da troca de iluminação pública, como afirmou comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Alexandre Ávila. “O Governador deixou bem claro e reitera que os serviços de apoio à população serão garantidos de forma integral. Esse é um compromisso do Governo do Estado e da Polícia Militar em proteger as pessoas. As atividades que forem necessárias em conjunto com a Prefeitura serão apoiadas”, completou.

A Polícia Militar está garantindo apoio às linhas de ônibus que circulam em Fortaleza. Na coleta de lixo e na troca de iluminação, que também recebem apoio da corporação, as atividades em parceria começam na noite desta quarta-feira, dia 09 de janeiro‬. A prioridade número um da Prefeitura de Fortaleza é garantir a normalidade na prestação dos serviços públicos, contado com apoio do Governo do Estado do Ceará para promover as ações necessárias para tal.

No período da tarde, o prefeito Roberto Cláudio visitou diversos equipamentos públicos municipais instalados em áreas de maior vulnerabilidade da Capital. Com o objetivo de avaliar cada setor, o prefeito percorreu Postos de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) em bairros das Regionais III, V e I. Nos equipamentos, o prefeito conversou com profissionais e a população, quando destacou todos os esforços que a Prefeitura, junto com o Governo do Estado, vem empreendendo para garantir a manutenção de todos os serviços públicos na Capital.

Na oportunidade, o prefeito, acompanhado do secretário de Governo, Samuel Dias, da secretária Municipal da Saúde, Joana Maciel, do secretário chefe de Gabinete, Marcelo Pinheiro, do secretário Municipal da Segurança Cidadã, Antônio Azevedo, e do secretário de Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Elpídio Nogueira, reforçou que o intuito da iniciativa “era garantir o funcionamento integral de todas as unidades de Saúde de Fortaleza. Ao longo dos últimos dias, alguns ataques criminosos geraram transtornos à cidade, mas, no entanto, a população não pode ser penalizada. Nossa ideia é adotar as medidas que estão ao nosso alcance. Para isso, estamos trabalhando em parceria com a Polícia Militar e com a Guarda Municipal, de forma muito atenta, monitorada, integrada e mobilizada para garantir o serviço ao paciente e a tranquilidade ao profissional”, afirmou.

Nessa perspectiva, unidades municipais instaladas em territórios mais vulneráveis deverão receber maior atenção preventiva e ostensiva. “O Município, a exemplo do Governo do Estado, não cederá a esse tipo de pressão. Nós temos um plano de contingência, que é acionado mediante eventuais necessidades e está em vigor desde a última quinta-feira. Nós mais do que dobramos o efetivo da Guarda Municipal, que passou de 200 para 554 guardas que estão nas ruas, com o apoio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). O número de viaturas saltou de 40 para 50 e ainda contamos com um efetivo de 800 guardas distribuídos por postos patrimoniais”, destacou o titular da Secretaria Municipal da Segurança Cidadã, Antônio Azevedo.

Durante visita ao CRAS do bairro Bela Vista, o titular da Secretaria dos Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Elpídio Nogueira, apontou que todos os equipamentos da assistência social de Fortaleza deverão funcionar normalmente ao longo dos próximos dias. “Estamos acompanhando cada equipamento, com as suas peculiaridades, para dar segurança e oferecer um atendimento cada vez melhor à população de Fortaleza. Isso inclui, além dos CRAS, os CREAS, o CCDH e o CentroPop”, disse.

Na ocasião, o prefeito Roberto Cláudio alertou para os riscos que boatos e notícias falsas representam nesse contexto. “Há uma onda real de problemas, mas não deveremos ceder ao pânico intencional criado por informações falsas. Precisamos ter cautela diante da disseminação de notícias não confirmadas. A melhor forma de responder ao boato é trabalhar para que o serviço público continue a funcionar”, finalizou.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também