Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

Relator da CPI da Enel aponta falta de fiscalização e punição da Aneel

Agência é responsável pela fiscalização, punição e determinação de possível saída

Foto: Guilherme Landim/Alece

20/03/24 13:32

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito da ENEL na Assembleia Legislativa do Ceará, o deputado estadual Guilherme Landim (PDT) afirmou que falta de fiscalização e punição da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). O parlamentar pontuou que a agência é responsável pela fiscalização, punição e determinação de possível saída da concessão de empresas nos estados.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

Ele informou que o “problema”, além da empresa que falta com a distribuição de energia, também é da instituição nacional. “O problema é lá em cima, é na ANEEL, que é a Agência Nacional de Energia Elétrica. A agência responsável por fiscalizar essas empresas. Fiscalizar, punir, determinar a saída delas ou que ela mude a forma de trabalho. De 2016 para cá, eles iniciaram uma nova forma de fiscalizar, que é uma fiscalização responsiva, onde ela dá prazos para empresas. Quando a empresa não cumpre, ela dá prazo. Então, é uma fiscalização muito complacente com as empresas”, ressaltou.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Veja vídeo:

LINKS PATROCINADOS