Sete dias por semana sem medo da notícia!
Professores e alunos do curso de Odontologia da Unifor produzem aventais cirúrgicos para doação
Ouça a matéria

Professores e alunos do curso de Odontologia da Universidade de Fortaleza estão produzindo, com auxílio de doações, aventais cirúrgicos impermeáveis para distribuir nas unidades de saúde de Fortaleza. A iniciativa é do professor Rômulo Medeiros, coordenador do serviço de odontologia das UPAs, associada ao Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH).

“Nós temos serviço de Odontologia em três UPAs, então eu acabo convivendo com muitos médicos, enfermeiros, profissionais de farmácia e da limpeza. Nesse convívio, acabei percebendo um clima de ansiedade muito grande por parte dessas pessoas devido à falta dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Embora as UPAs já tenham comprado esse material, ele vem de fora e o prazo de entrega acaba sendo muito demorado, às vezes não atendendo a necessidade imediata. Por coincidência, eu sou filho de costureira e, percebendo essa inquietude dos meus colegas, entrei em contato com minha irmã, Núbia Medeiros, que seguiu os mesmos passos profissionais da nossa mãe e estava com sua empresa parada. Resolvemos, então, entrar no desafio de produzir esses aventais”, afirma o professor.

Para a confecção dos equipamentos, Rômulo e sua irmã contaram com a ajuda de diversas pessoas, que ajudaram com doações, ideias e até mesmo botando a “mão na massa” para produzir o máximo de aventais no menor tempo possível.

“Nós temos que agradecer a muita gente. De início, minha irmã falou com um colega dela, o George, que também é empreendedor do mesmo segmento e possuía algumas costureiras à disposição. Eles logo se prontificaram a ajudar para alavancar a ideia. Também tivemos alunos e professores do curso de Odontologia, que nos ajudaram muito com ideias e doações”, ressalta.

No dia 30 de março, o projeto entregou a primeira remessa dos aventais. Foram 190 peças entregues à Central de Abastecimento Farmacêutica do ISGH, que ficou encarregada de distribuir o material entre as UPAs.

“Estamos todos muito contentes e felizes com essa primeira entrega, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Nossa principal meta é abastecer todas as Unidades de Pronto Atendimento durante 15 dias, com 12.000 aventais, e estamos trabalhando muito para isso”, conclui Rômulo.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também