Sete dias por semana sem medo da notícia!
Procuradoria de Caucaia consegue na Justiça que Caixa adote medidas contra coronavírus
Ouça a matéria

A Procuradoria-Geral do Município de Caucaia conseguiu na Justiça que as agências da Caixa Econômica Federal da cidade adotem, imediatamente, medidas de prevenção contra o coronavírus. A liminar saiu ontem (4).

A CEF terá 48 horas para se adequar, sob pena de pagar multa de R$ 50 mil por dia.

Confira os cuidados:

  • Arganizar filas com a distância mínima de 1,5 metros com demarcação no piso;
  • Disponibilizar horário diferenciado para idosos;
  • Disponibilizar aos usuários álcool em gel 70%;
  • Desinfectar as maçanetas e corrimãos.

Em tempo

A medida foi requerida através de Ação Civil Pública, com pedido de Tutela de Urgência, pela Procuradoria do Município de Caucaia. Segundo a Procuradoria, o quadro da doença no município já inspira cuidados, ainda mais quea decisão do governo de conceder R$ 600 para trabalhadores informais deve aumentar a procura por agências da Caixa, contrariandos as recomendações da OMS e dos decretos estadual e municipal.

“A instituição foi oficiada, mas, mesmo assim, no dia seguinte, notamos aglomeração. Não havia alternativa ao município, tivemos que demandar judicialmente para garantir a integridade dos munícipes. Caso venhamos a notar tal ocorrência nos demais bancos, a solução será a mesma”, afirma o procurador-geral do município de Caucaia, Robson Halley.

Em tempo II

Quem concedeu liminar no sábado, na Ação Civil Pública manejada pela Procuradoria Geral do Município de Caucaia, foi a juíza Karla de Almeida Miranda Braga, da 7ª Vara da Justiça Federal no Ceará.

Confira documentos

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também