Hidrogenio verde e o combustivel do futuro
eusebio junino

PRF recupera motos em Independência e Pedra Branca no Ceará

Em menos de 10 horas, PRF no Ceará recupera duas motocicletas adulteradas

Foto: Polícia Rodoviária Federal

01/06/24 10:02

No feriado de Corpus Christi (30), em menos de 10 horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou duas motocicletas adulteradas, uma delas havia sido roubada há cinco meses em duas cidades cearenses. Na ocorrência, duas pessoas foram presas. Uma delas foram em Independência e a outra em Pedra Branca.

A primeira ação foi por volta de 9h, no km 290 da BR 226, município de Independência (CE), após os policiais abordarem uma motocicleta conduzida por uma mulher inabilitada. Durante a fiscalização, foram constatados sinais de adulteração nos elementos de identificação do veículo, os números do chassi e do motor apresentavam indícios de lixamento e remarcação. Por meio de técnicas de identificação veicular, os policiais conseguiram identificar o veículo original e descobriram que se tratava de uma motocicleta roubada em Fortaleza (CE), em dezembro de 2023. Além do veículo roubado e adulterado, durante a fiscalização, a condutora apresentou um CRLV com indícios de falsificação, situação comum para veículos clonados.

Siga o canal do CN7 no WhatsApp

Diante dos fatos, a condutora foi presa e encaminhada à Delegacia Regional de Crateús (CE), para as providências cabíveis aos crimes de receptação de produto de crime, adulteração de sinal identificador veicular e uso de documento falso, previstos, respectivamente, pelos artigos 180, 311 e 304 do Código Penal.

Inscreva-se no canal do CN7 no Telegram

Dez horas depois, já no km 156 da BR 020, no município de Pedra Branca (CE), a equipe da PRF abordou uma motocicleta que estava sem retrovisores. A abordagem por uma simples infração de trânsito evoluiu quando os policiais identificaram que o veículo possuía adulteração nos sinais de identificação veicular. Nesse caso, a adulteração era tão significativa que não foi possível identificar o veículo original. O condutor, de 26 anos, foi preso e disse que a motocicleta foi comprada por seu irmão como “de estouro”, que é quando o veículo é vendido por um valor bem abaixo do praticado no mercado, sob a alegação de que possui débitos de multas ou de financiamento. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Regional de Tauá (CE), para que as investigações continuem.

LINKS PATROCINADOS