Sete dias por semana sem medo da notícia!
Presidente da Câmara de Sobral e dois laranjas dão calote de R$ 25 mil na Igreja
Paulo Vasconcelos, Armando Costa e Ribamar Costa devem seis meses de aluguel e contas de água e energia à Diocese
Paulo Vasconcelos, sua esposa Sandra e Ribamar Costa

A Diocese de Sobral cobra R$ 25 mil do presidente da Câmara de Sobral, Paulo Vasconcelos, e dos funcionários do Legislativo Armando Costa e Ribamar Costa.

O valor é relativo a atraso de alugueis e contas de água e luz de um ponto. O prédio é da Igreja Católica. Os três, em 2017, fizeram contrato para abrir a Bodega do Ribamar no local. O empreendimento não vingou, e eles resolveram rescindir o acordo, mas não pagaram o que deviam.

Paulo, Armando e Ribamar estão pendurados com os alugueis de fevereiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto e setembro de 2017, além de contas de água e energia.

Em tempo

Ribamar Costa, oficialmente, é o dono do bar, mas por trás dele estão seu irmão Armando Costa e seu chefe Paulo Vasconcelos — Ribamar é assessor do presidente da Câmara e tem a apelido carinhoso de Ribabar, por não deixar ninguém falar mal de seu benfeitor.

Os três mosqueteiros são péssimos empreendedores. O aluguel do local era apenas R$ 1.800.

Será que eles estavam usando o empreendimento para outra coisa e, depois, resolveram rescindir o contrato, quando obtiveram o que queriam?

Fica a dúvida.

Pera aí

Contra Amando Costa, pelo menos, pesam acusação de lavagem de dinheiro no Município, como noticiou o Ceará News 7.

Confira fotos do local

Leia o documento de cobrança na íntegra

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também