Sete dias por semana sem medo da notícia!
Prefeito que comprou caixões debocha da saúde da população e leva “pito” do secretário
Nilson Diniz é também presidente da Associação dos Prefeitos e deveria dar o exemplo
"Doutor Nilson" gastou R$ 118 mil dos cofres públicos na compra de caixões funerários
Ouça a matéria

As críticas feitas pelo secretário da Saúde do Ceará contra as prefeituras cearenses que ainda não adotaram providências eficazes no combate ao corona vírus, acabaram por atingir diretamente o atual prefeito do Município do Cedro, e presidente da Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece), Francisco Nilson Alves Diniz.  O prefeito mandou comprar dezenas de caixões funerários, certo de que a pandemia vai matar muitas pessoas no seu Município.

Em pronunciamento recente, o secretário estadual da Saúde, médico Carlos Alberto Martins Rodrigues, o Doutor Cabeto, ressaltou que muitos Municípios do Ceará ainda não apresentaram um plano de emergência consistente que possa, de forma eficaz, evitar a propagação dos casos de infecção pela pandemia do  corona vírus.

As críticas do Doutor Cabeto caíram no colo do “Doutor Nilson”, já que como presidente da associação que congrega os gestores municipais deveria dar o exemplo aos seus munícipes e aos demais prefeitos, garantindo que a população do Interior estaria recebendo todos os cuidados necessários da Saúde Pública.

Ao invés de montar uma barreira sanitária no Município do Cedro e equipar o hospital com todo o aparato necessário pára impedir a profusão do vírus, Nilson partiu para outro lado, gastou R$ 118 mil dos cofres público na compra de caixões funerários, antevendo que muitos morrerão no seu Município,

O presidente da Aprece não respondeu as críticas, o que pode ser interpretado como uma grave omissão de quem deveria, pelo posto que ocupa de liderança entre os prefeito, cobrar  de seus associados uma urgente solução para não expor a população interiorana à morte.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também