Sete dias por semana sem medo da notícia!
Prefeito de Uruoca decreta Estado de Calamidade, mas mantém show de Léo Santana
Kilsen Aquino
Ouça a matéria

O prefeito de Uruoca, Kilsen Aquino, é uma contradição ambulante. Ao mesmo tempo em que decretou Estado de Calamidade contra o coronavírus, ele manteve o show de Léo Santana para as festas juninas — ou seja, multidão, o que pode fazer com que haja uma contaminação geral na cidade.

Além disso, Kilsen demitiu em massa funcionários temporários, logo em um período em que todos precisam mais do poder público. O prefeito, para justificar a canetada, comprometeu-se a distribuir R$ 500 mil para as famílias de Uruoca, sendo R$ 150 para cada núcleo. Vale ressaltar que a entrega será feita em dinheiro vivo.

Em tempo

Kilsen sabe que estamos em ano eleitoral e que isso pode ser visto com outros olhos?

Em tempo II

Por que dinheiro e show são as prioridades de Kilsen em ano eleitoral?

Em tempo III

Kilsen decretou Estado de Calamidade por que há dispensa de licitação?

Em tempo IV

Até agora, nenhum caso de coronavírus foi registrado no município, mas com as atitudes do prefeito, isso pode mudar rápido.

Confira documentos

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também