sete dias sem medo da notícia
Polícia Civil aciona CNJ para investigar concessão de habeas corpus no Maranhão
Por : Redação CN7
24/10/17 16:16

A Polícia Civil entrou com pedido de investigação sobre a concessão de habeas corpus pelo Judiciário no Maranhão junto ao Conselho Nacional Justiça (CNJ). Um dos casos que chamaram a atenção dos policiais foi a liberação de Heverton Soares Oliveira, preso em junho com 15 armas, sendo 10 fuzis, e posto em liberdade sem tornozeleira eletrônica após quatro meses no complexo penitenciário de Pedrinhas.

Pela decisão, Heverton deveria ser monitorado por tornozeleira eletrônica, mas o uso não consta no alvará de soltura. “Um narcotraficante preso em flagrante com arsenal de guerra é posto em liberdade. Na decisão há a obrigatoriedade da tornozeleira, e quando há a decisão do alvará esquecem de colocar essa ressalva”, declarou o delegado que comandou as investigações, Thiago Bardal.

Em outro caso, a Justiça maranhense liberou Giselly dos Anjos Formigosa e Elinaldo Barbosa Rodrigues, presos em flagrante no último dia 18 com 200 kg de maconha. O caso chamou a atenção do superintendente de Investigações Criminais do Maranhão, que pediu a investigação dos casos junto ao CNJ.

LINKS PATROCINADOS