Polícia aguarda perícia sobre acidente que matou mãe e filho na porta da escola

O desastre aconteceu na porta de uma escola municipal no Distrito de Logradouro

15/08/17 8:04

A Polícia Civil vai aguardar o laudo de perícia realizado no local de um acidente que deixou mãe e filha mortos na manhã de  segunda-feira (14), na cidade de Santa Quitéria  (a 217Km de Fortaleza).  O laudo dirá se o motorista do veículo atropelador agiu com imperícia, imprudência ou negligência. O acidente ocorreu na porta de uma escola pública, na zona rural.

No acidente morreram a jovem mãe, Edna Mesquita Tomé, 22 anos; e seu filho, o menino Juan Pedro Tomé dos Santos, de apenas 3 anos. Os dois foram atropelados por um micro-ônibus que presta serviços à Prefeitura de Santa Quitéria no transporte de alunos.

O desastre aconteceu na porta da Escola Municipal Gustavo Rodrigues Rosas, localizada no Distrito de Logradouro. Segundo testemunhas, logo após o desembarque dos alunos e pais, o motorista deu marcha à ré no coletivo e acabou atropelando mãe e filho.

Se apresentou

Edna Mesquita Tomé teve morte imediata. Já o filho foi socorrido ao Hospital Municipal de Santa Quitéria, mas também não resistiu. O motorista fugiu do local do acidente, abandonando o micro-ônibus. Contudo, horas depois se apresentou na Delegacia de Polícia acompanhado de um advogado e prestou esclarecimentos.

O delegado de Polícia de Santa Quitéria, Victor Sousa Muniz, explicou que, como houve a apresentação espontânea do guiador, este não foi autuado em flagrante. “Vamos aguarda o laudo de perícia para, então, decidirmos, se ele será indiciado por qual situação”, explica.

Na tarde desta terça-feira, os corpos de mãe e filho serão sepultados no Cemitério de Santa Quitéria. Por conta do acidente, as aulas na escola foram suspensas.

LINKS PATROCINADOS