Sete dias por semana sem medo da notícia!
Orçamento da União é sancionado sem vetos para 2020
O relator, deputado Domingos Neto, considera a sanção da lei sem vetos uma vitória
Domingos Neto
Ouça a matéria

O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos o Orçamento da União para 2020. O texto será publicado no Diário Oficial na segunda-feira (20). Esse foi o primeiro orçamento impositivo da União e define as despesas e receitas para este ano.

O relator do Orçamento, deputado federal Domingos Neto (PSD) considera a sanção da lei sem vetos uma vitória do diálogo no Congresso Nacional. “Esse entendimento envolveu representantes de setores da sociedade, deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. Foi necessário buscar o diálogo como forma de atender às demandas e conciliar as despesas. Foi um esforço conjunto que traduz a necessidade de buscar o desenvolvimento do Brasil e, mais especificamente, do nosso Estado”, destacou Domingos Neto.

Divisão dos recursos:

•           Ministério da Saúde: R$ 135 bilhões;
•           Ministério da Educação: R$ 103 bilhões;
•           Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações: R$ 11,794 bilhões;
•           Ministério da Justiça e Segurança Pública: R$ 13,9 bilhões;
•           Ministério da Defesa: R$ 73 bilhões;
•           Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos: R$ 637 milhões;
•           Ministério do Turismo: R$ 1 bilhão;
•           Bolsa Família: quase R$ 30 bilhões;
•           Previdência: inicialmente, a previsão é gastar R$ 677 bilhões, mas deverá ser maior devido ao aumento do salário mínimo;
•           Despesas com pessoal: R$ 344 bilhões.

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também