sete dias sem medo da notícia
Redução
Número de mortes por acidente de trânsito cai pela metade em Fortaleza
Foram levados em consideração no levantamento apenas os dois primeiros meses de 2021
(Foto: Divulgação/Prefeitura de Fortaleza)
Por : Redação CN7
09/03/21 17:38

O número de mortes por acidentes de trânsito reduziram pela metade no mês de fevereiro, em Fortaleza, segundo levantamento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). No mês passado, foram contabilizados dez óbitos, número 50% inferior em relação a janeiro, quando vinte pessoas morreram. Entre as vítimas estão quatro pedestres, cinco motociclistas e um ciclista. Foram levados em consideração no levantamento apenas os dois primeiros meses de 2021.

A superintendente da AMC, Juliana Coelho, acredita que a redução no número de mortes é resultado das ações desenvolvidas pelo órgão no âmbito da engenharia de tráfego, educação e fiscalização. “Somente no mês de fevereiro, instalamos seis novos semáforos, renovamos a sinalização de 217 faixas de retenção nos cruzamentos, construímos mais 8,3 km de infraestrutua cicloviária, implantamos três travessias elevadas, um novo binário, 20 lombadas físicas e revitalizamos corredores. Nas operações, 25 comandos operacionais foram contabilizados com foco no combate aos principais fatores de risco como beber e dirigir e o não uso do capacete”, disse.

Atualmente, o Brasil enfrenta um grande número de mortes diárias em decorrência da pandemia da Covid-19. Por isso, Juliana pede a população que redobrem os cuidados no trânsito para diminuir o número de internações nos hospitais. “Não podemos aceitar nenhuma morte no trânsito. Todo acidente pode e deve ser evitado. Pedimos a compreensão de todos para respeitarem a sinalização, não excederem o limite de velocidade ou avançarem sinal vermelho”, explica.

Maiores casos

Segundo a AMC, os acidentes envolvendo motociclistas representam mais da metade do número total de mortes. Em segundo lugar, estão os pedestres, seguidos por ciclistas em terceiro e, por último, os motoristas de automóveis.

Motociclistas – 51,8%
Pedestres – 32,1%
Ciclistas – 8,3%
Motoristas – 7,8%

LINKS PATROCINADOS