sete dias sem medo da notícia
Novo secretário discute com Camilo e André Costa novos rumos para a Segurança
Um dos entraves é o clima de insatisfação na PM desde o fim da greve, em fevereiro
Caron, Camilo e Costa após o encontro, ontem, no Palácio da Abolição
Por : Fernando Ribeiro
09/09/20 11:08

O governador do estado, Camilo Santana (PT), participou, nesta terça-feira (8) de reunião com o novo secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), Sandro Caron. O encontro contou com a presença do ex-titular da pasta, André Costa. A nomeação do gestor foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado, na última segunda-feira (7).

Sandro Caron, que já foi diretor de Inteligência da Polícia Federal, vai enfrentar desafios na Pasta que não foram superados em sua totalidade por André Costa, entre eles, uma onda dd descontentamento na Polícia Militar desde o fim da greve da categoria realizada em fevereiro passado e que resultou em mais de 260 militares processados e sofrendo riscos de serem expulsos da corporação pelo cometimento de crimes militares.

Outro desafio do novo titular da SSPDS  são os altos índices de assassinatos no Ceará. O estado corre o risco de terminar o ano de 2020 com o dobro dos números de 2019 em se tratando dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs).

A guerra entre facções criminosas e o intenso tráfico de drogas são mais dois desafios que o novo secretário terá à frente da SSPDS.

Apoio

Ao final do encontro com Caro e Costa, o governador falou: “Continuarei dando total apoio às nossas forças de Segurança no enfrentamento à criminalidade e na busca por um Ceará cada vez mais seguro para todos os cearenses”, completou Camilo Santana.

A saída de André Costa foi anunciada na última semana, também em rede social, pelo governador do Ceará. A mudança acontece após permanecer três anos no cargo. Com isso, o ex-secretário retorna para a Polícia Federal, onde atua há 18 anos como delegado.

LINKS PATROCINADOS