Sete dias por semana sem medo da notícia!
Nota técnica esclarece uso da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes hospitalizados
Ouça a matéria

Uma nota técnica do Ministério da Saúde esclarece o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina em casos graves, com pacientes hospitalizados, infectados pelo coronavírus.

Segundo a nota, o protocolo prevê cinco dias de uso, em complemento a outras medidas como auxílio para respirar e medicação contra febre e mal-estar.

O ministério, no entanto, alerta para o risco do uso desses medicamentos, que não devem ser administrados fora dos hospitais. Segundo a nota, dentre os efeitos colaterais, estão lesões na retina, prejudicando a visão, e distúrbios cardiovasculares.

Em coletiva de imprensa neste sábado (28), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ressaltou que é importante que os medicamentos só sejam usados em casos mais complexos e não para os pacientes em geral.

“Esse medicamento pode dar arritmia cardíaca, pode paralisar a função do fígado. Então, se sairmos com a caixa na mão falando ‘pode tomar’, nós podemos ter mais mortes por mau uso do medicamento do que pela própria virose”, enfatizou.

Publicidade
Mais Lidas