sete dias sem medo da notícia
MP pede o afastamento do delegado titular de Pacatuba por Improbidade
A Promotoria encontrou processos que estavam parados há, pelo menos, quatro anos
A investigação sigilosa está sendo conduzida pelo Nuinc, do Ministério Pùblico
Por : Redação CN7
16/01/21 10:51

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) ajuizou nesta sexta-feira (15) uma Ação Civil Pública (ACP) por Improbidade Administrativa contra o delegado titular da Delegacia Metropolitana de Pacatuba. A promotora do caso, Elizabeba Rebouças Tomé Praciano, que é titular da 1ª Promotoria de Justiça do Município, acusa o delegado de comportamento negligente na condução dos inquéritos policiais instaurados. Alguns dos inquéritos, inclusive, estão parados há anos. A Promotoria encontrou processos que estavam parados há, pelo menos, quatro anos.

Segundo a promotora, o comportamento do delegado afronta o princípio constitucional da eficiência que, uma vez descumprida, gera por parte da população um sentimento de descrédito na Justiça. “O dano à Segurança Pública de Pacatuba é imensurável, já que 99% dos inquéritos investigados no Município tratam de homicídios que, em tese, os autores possuem maior periculosidade”, disse Elizabeba Rebouças.

O Ministério Público ainda afirmou que já havia alertado por três anos seguidos (2018, 2019 e 2020) ao Departamento de Polícia Metropolitana e à Controladoria Geral de Polícia sobre o comportamento improbo do delegado. Porém, nenhuma atitude foi tomada.

LINKS PATROCINADOS