Sete dias por semana sem medo da notícia!
MPF pede bloqueio de bens e inelegibilidade da ex-prefeita de Ibaretama

O Ministério Público Federal ajuíza Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa contra a ex-prefeita de Ibaretama Elíria Queiroz por ausência de prestação de contas dos repasses federais ao Programa Nacional de Alimentação Escolar, exercício 2016 (PNATE-2016).

De acordo com o MPF, “a ausência de prestação de contas é fato gravíssimo, uma vez que por conta disso não se sabe o paradeiro atual dos importantes recursos federais destinados à área da educação no Município de Ibaretama.”

O MPF pede o bloqueio dos bens da ex-prefeita Eliria Queiroz no valor de R$ 911.311,59 equivalentes à devolução dos recursos mais a multa civil de duas vezes o valor do dano causado ao Município.

No final, o MPF requer que a ex-prefeita Eliria Queiroz tenha seus direitos políticos cassados de 5 a 8 anos. Sendo condenada, Elíria Queiroz ficará ficha suja, não podendo ser candidata nas eleições municipais do próximo ano.

Confira:

Publicidade
Mais Lidas
Leia Também