sete dias sem medo da notícia
MP cobra aumento no envio de doses de vacinas contra a Covid ao Ceará
Ceará é o estado do Nordeste com a menor distribuição proporcional de vacinas
(Foto: KAMIL KRZACZYNSKI / AFP)
Por : Redação CN7
20/07/21 17:53

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) entraram com uma ação reivindicando um aumento no envio da quantidade de doses de vacinas contra a Covid-19 para o Ceará. Além disso, o MPCE voltou a cobrar o envio imediato do quantitativo de 1.440.932 doses de vacinas solicitadas em abril deste ano. Foi dado prazo de 72 horas para resposta ao Ministério Público.

Segundo o MPCE, o Ceará recebeu, até o momento, 5.658.668 de doses de vacina contra Covid-19 do Programa Nacional de Imunização (PNI). O número representa 61,59% da população estadual. Assim, o Ceará é o estado do Nordeste com a menor distribuição proporcional de vacinas para a população. Por outro lado, é o 2º colocado no país entre os estados que mais aplicaram vacinas em relação ao número de imunizantes recebidos. Além disso, o MPCE, o MPF e o MPT destacam também que nenhum estado do Nordeste recebeu doses de vacinas acima de 70% do quantitativo da respectiva população, situação diferente das regiões Sul e Sudeste, em que Estados receberam mais de 80% de doses. Os números são baseados em informações divulgadas pelo Ministério da Saúde e pelo consórcio de veículos de imprensa com os dados das Secretarias Estaduais de Saúde, até esta segunda-feira (19).

O Ministério Público informou que havia solicitado anteriormente o envio de mais doses de vacinas para o Ceará, porém o problema não foi resolvido. Por outro lado, outros estados receberam doses extras de imunizantes contra o coronavírus como foram os casos de Amazonas, Maranhão e, mais recentemente, do Distrito Federal.

Doses extras em abril

Em 13 de abril, o Ministério Público pediu um acréscimo de 1.440.932 doses de vacina, por já ter sido constatada grande defasagem e desproporção no número de doses enviados ao Estado pelo Plano Nacional de Imunização para os grupos prioritários contemplados na época, notadamente idosos e profissionais de saúde.

LINKS PATROCINADOS