sete dias sem medo da notícia
Alívio
Ministério da Saúde descarta presença da cepa indiana da Covid no Ceará
Além do Ceará, outros casos suspeitos no Distrito Federal também foram descartados
Por : Redação CN7
27/05/21 17:22

O Ministério da Saúde (MS) descartou nessa quinta-feira (27) a suspeita da presença da variante indiana do coronavírus no Ceará. Após exames realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o paciente, um homem de 35 anos, testou negativo para a cepa. O homem estava sendo monitorado pela Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa).

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) notificou a Sesa sobre a possível presença da cepa indiana da Covid-19 no Ceará no dia 21 de maio. Desde então, a Secretaria de Saúde do Estado passou a monitorar o paciente para a confirmação, ou não, da infecção. A Fiocruz, então, reanalisou a amostra do exame do paciente através de isolamento genético e constatou que o homem não havia se infectado com a variante da Índia.

O paciente suspeito havia desembarcado no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, no dia 9 de maio, vindo da Índia. Ao chegar à capital cearense, ele passou por exames e testou positivo para o coronavírus em dois testes RT-PCR, realizados nos dias 10 e 11 de maio. Todavia, no dia 18 de maio, o homem realizou um novo exame, que deu negativo para o vírus.

Cepa indiana no Brasil

A presença da variante indiana, no Brasil, foi confirmada no Maranhão e no Rio de Janeiro. Ao todo, sete pacientes foram diagnosticados com a cepa. Destes, seis foram no Maranhão e um no Rio de Janeiro, em um morador do município de Campos dos Goytacazes. Além dos casos confirmados, ainda há outros três casos suspeitos sendo monitorados em Minas Gerais e no Pará.

Até o momento, além do Ceará, outros casos suspeitos no Distrito Federal também foram descartados.

LINKS PATROCINADOS