sete dias sem medo da notícia
Metade dos idosos da segunda fase é vacinado contra a Covid em Fortaleza
O número foi alcançado durante o feriado da Semana Santa
(Foto: Thiago Gaspar/Prefeitura de Fortaleza)
Por : Redação CN7
05/04/21 18:46

A Prefeitura de Fortaleza revelou nesta segunda-feira (5) que o município vacinou contra o coronavírus metade do público prioritário da segunda fase, que contempla idosos de 60 à 74 anos de idade. Segundo a gestão, o número foi alcançado devido a logística operacional implantada durante o feriado da Semana Santa.

“Nos quatro primeiros dias do mês de abril, de quinta a domingo, 87.784 idosos foram vacinados em Fortaleza. Os números superaram todas as nossas expectativas”, avaliou a titular da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Estela Leite.

Ainda de acordo com a secretaria de Saúde do município, a meta de vacinação estabelecida para os idosos acima de 75 anos, grupo pertencente à primeira fase da campanha, também foi superado. “Nós já vacinamos 115% da meta prevista pelo Ministério da Saúde. Esse é um número muito além do determinado”, celebrou.

A campanha continua

Mesmo com os números alcançados, a campanha de vacinação contra a Covid-19 está longe de acabar. Os idosos e profissionais de saúde seguem sendo vacinados em vários pontos espalhados pela capital cearense como o Centro de Eventos, Arena Castelão, shopping RioMar Kennedy, shopping RioMar Papicu e aos Cucas nos bairros Mondubim, Barra do Ceará, Jangurussu e José Walter. “É fundamental que as pessoas só compareçam aos locais de vacinação mediante agendamento. É importante que cheguem no horário previsto para evitar aglomerações e desconfortos. Se todos fizerem a sua parte, a vacinação acontecerá de forma cômoda e rápida”, alertou Ana Estela.

A segunda dose da vacinação contra o coronavírus vai ser aplicada em conformidade com o prazo estabelecido do imunobiológico aplicado. “Estamos exaurindo a aplicação das primeiras doses recebidas até então. Portanto, intensificaremos a aplicação das segundas doses já asseguradas enquanto aguardamos o recebimento de novas remessas a partir do envio do Ministério da Saúde ao Governo do Estado, que, por sua vez, realizará a distribuição e o repasse para os municípios”, completou.

LINKS PATROCINADOS