sete dias sem medo da notícia
Mês de combate ao Glaucoma reforça prevenção à doença
Patologia é a principal causa de cegueira irreversível no mundo
Por : Redação CN7
08/05/20 9:14

Foto: Divulgação

No dia 26 de maio comemora-se o Dia Nacional do combate ao Glaucoma, doença que danifica o nervo óptico normalmente relacionada ao aumento da pressão intraocular. Ao longo de todo o mês, oftalmologistas alertam para prevenção, reforçando a importância do diagnóstico precoce, principalmente, em um público com mais de 40 anos de idade.

“Mas isso não significa que pessoas com idade menor que 40 anos não possam ser acometidas pela doença. É importante lembrar que o Glaucoma é assintomático, ou seja, sem nenhum sintoma aparente”, analisa o glaucomatólogo da Clínica de Olhos Massilon Vasconcelos, Alexis Galeno. “Quanto antes o diagnóstico e início do tratamento maior a chance de estabilizar os danos no campo de visão do paciente”, avalia.

Outro alerta do oftalmologista é quanto alguns fatores de risco que devem ser levados em consideração: historia familiar de glaucoma, diabetes, raça negra e miopia. “Neste cenário, a importância do acompanhamento regular com exames específicos é capaz de fazer um diagnóstico mais precoce”, alerta o glaucomatólogo.

Exame

Os principais exames relacionados ao diagnóstico e acompanhamento são a tonometria (medida da pressão intraocular), a fundoscopia e retinografia (avaliação do nervo óptico) e campimetria (avaliação do campo visual). A tomografia de coerência óptica (OCT) é um moderno exame que auxilia no diagnóstico e acompanhamento de uma forma mais precisa e detalhada.

Tipos de glaucoma

Existem vários tipos de glaucoma. A grande maioria dos pacientes apresenta decorrente da herança familiar. Mas alguns pacientes desenvolvem a doença devido a traumas oculares, uso prolongado de medicações com corticoide ou processos inflamatórios no olho. Existe ainda o glaucoma congênito, um grave tipo que afeta recém-nascidos decorrente da má formação embriológica.

Tratamento

O tratamento do glaucoma é baseado na diminuição da pressão intraocular. Para isso existem colírios ou procedimentos a laser. Caso não consiga obter níveis seguros, existem cirurgias visando o controle da pressão.

LINKS PATROCINADOS