Sete dias da semana sem medo da notícia

Médico do Hospital Regional do Cariri teria sido demitido por motivação política
Fernando Luz é ex-prefeito de Jardim e estava apoiando candidatura de Bolsonaro
06/11 16:42

O médico cirurgião geral Fernando Luz foi desligado do Hospital Regional do Cariri logo após as Eleições 2018. Pesa contra ele denúncia de abandonar o serviço para participar de carreata pró-Bolsonaro na cidade de Jardim. Sindicância da unidade de saúde comprovou que a acusação é inverídica.

Segundo o Sindicato dos Médicos do Ceará, este é o quarto afastamento de médicos da rede pública de saúde registrado nas últimas duas semanas no Ceará, sem justificativa do Poder Público.

“Quero afirmar, com toda clareza, que estou sendo desligado do serviço por uma decisão meramente política. (…) E ainda querem alegar justa causa. Isso é politicagem das mais grosseiras. Vou brigar na justiça, não para retornar ao serviço, mas para deixar bem claro a injustiça que está sendo cometida. (…) O resultado dessa luta não servirá pra mim, mas talvez sirva para os que continuam”, escreveu em nota Fernando Luz.

Em tempo

O sindicato irá apurar os fatos e buscará as punições cabíveis, incluindo a solicitação de afastamento dos gestores responsáveis.

Em tempo II

Outros médicos que teriam sido afastados por motivações políticas:

Mayra Pinheiro – foi afastada das suas atividades no Hospital Geral de Fortaleza (HGF);

Rodrigo Ferreira Gomes – foi despedido, sem aviso prévio, do Hospital Maternidade João Ferreira Gomes, no município de Itapajé;

Fábio Vieira Garcia Neto – foi despedido, sem aviso prévio, do Hospital Maternidade João Ferreira Gomes, no município de Itapajé.

Em tempo III

Fernando Luz é ex-prefeito de Jardim.

Lei nota do Hospital Regional do Cariri



*Publicidade

Publicidade


Leia Também

Links Patrocinados