sete dias sem medo da notícia
Médico denúncia ter sido demitido por perseguição política do Prefeito de Tianguá
Por : Redação CN7
29/09/17 15:14

O médico cirurgião Dr. Jaydson Aguiar acusou, na quinta-feira (28), o prefeito de Tianguá, Luiz Menezes (PSD), de impor sua demissão do hospital São Camilo, sob pena da instituição ter dificuldades em receber os repasses do convênio que tem com a Prefeitura. Segundo o médico, demitido ainda ontem, o próprio diretor do hospital confirmou que Luiz Menezes o procurou diversas vezes para pedir a demissão de Jaydson e teria dado a entender que o atraso no pagamento do convênio só seria pago caso o cirurgião fosse demitido.

“Eu perguntei se tinha algum agravo meu, se alguma vez eu tratei mal algum paciente, se alguma vez eu tive algum processo administrativo, se teve alguma coisa de algum erro médico: nada disso. Então, eu perguntei ao diretor o que realmente [aconteceu para motivar a demissão]. Ele disse: ‘Não, Dr. Jaydson, você realmente é um excelente médico, você desempenha uma função belíssima aqui, eu não tenho nada o que reclamar’. Aí, eu fui e perguntei o que estava acontecendo, já que eu tenho todo esse trabalho desenvolvido para a população, o que está acontecendo? Ele foi claro para mim e disse que foi uma solicitação do atual prefeito de Tianguá, e que por diversas vezes o prefeito pediu que ele me demitisse”.

O convênio do hospital com a Prefeitura é a principal fonte de recursos do São Camilo e se encontra com atraso no pagamento. A ação do prefeito Luiz Menezes seria uma retaliação pessoal. Jaydson foi candidato a vice-prefeito em 2016, na chapa de Jean Azevedo (PDT), que ficou em segundo lugar nas urnas, com 46,79% dos votos.

Confira a denúncia do médico na íntegra:

LINKS PATROCINADOS