sete dias sem medo da notícia
Confusão
Mayra Pinheiro rejeita entregar cargo no Ministério da Saúde após pedido da CPI
Segundo ela, a CPI não tem competência de pedir afastamento de quem não cometeu crime
Mayra Pinheiro
Por : Redação CN7
03/08/21 16:04

A secretária da Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como Capitã Cloroquina, disse à CNN hoje (3) que não pretende deixar a pasta e continuará com suas atividades normalmente.

Nesta terça-feira, a CPI da Covid retomou suas atividades após o recesso e, como CN7 já noticiou, aprovou requerimento solicitando o afastamento da secretária.

Mayra criticou o pedido e acusou os senadores integrantes do colegiado de desacato à Justica. “A CPI não tem competência para solicitar afastamento de quem não cometeu nenhum crime”, alegou.

Em tempo

A secretária defendeu explicitamente o uso de medicamentos sem eficácia contra a Covid e é investigada pela criação do aplicativo TrateCov, que recomendava cloroquina fossem quais fossem os sintomas do paciente.

Ela também é alvo de investigações na Justiça do Amazonas, acusada de improbidade administrativa por sua atuação na crise de oxigênio em Manaus.

Entenda o caso

LINKS PATROCINADOS